A natureza como forma de brincar

A NATUREZA DEVE SER A 1ª LEITURA DE MUNDO DA CRIANÇA. ALÉM DE APRENDIZADO POR SI
SÓ, ELA É TAMBÉM PREMISSA PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL INTEGRAL E SAUDÁVEL.

INFÂNCIA E NATUREZA ESTÃO INTIMAMENTE LIGADAS.

AR: ELEMENTO DE LEVEZA; FOGO: ELEMENTO DE ENERGIA; ÁGUA: ELEMENTO DE HARMONIA;
TERRA: ELEMENTO DE ESTRUTURAÇÃO.

A criança tem um espírito exploratório. Brincando e descobrindo a natureza, ela aprende de uma
forma tão natural, descontraída e prazerosa, que nem parece aprendizado. O contato da criança com a
natureza é produtivo, pacificador e restaurador. Promove equilíbrio interno e autorregulação da criança
como um todo. Devemos criar oportunidades frequentes para as crianças brincarem ao ar livre. Este
convívio com o qual a criança sente proximidade e ligação, a coloca em contato com fluxos vivos, que se
encontram em constante mudança, assim como a própria criança também está. O diálogo da criança
com estes processos vivos promove harmonia, vitalidade e alegria. Um passeio na mata, uma caminhada
no parque, praça ou jardim, num lugar bonito com pássaros, árvores, plantas, flores, terra úmida e
insetos, aguça a curiosidade infantil. Cheiros novos, sons de pássaros, do vento, das folhas secas, formas
diferentes de folhas, cores variadas de flores, observar formigas, lagartas, minhocas, musgos, líquens,
diversos seres vivos fascinantes para a natureza exploratória da criança.
Andar na lama, na chuva, acompanhar borboletas, subir em árvores, correr entre elas ou se esconder,
colher frutos, pegar pedras. Tudo isso são possibilidades encantadoras de brincar com a natureza e
perceber que o mundo é bom, belo e verdadeiro. Os objetos disponíveis na natureza e recolhidos pela
criança, permitem que ela mobilize essa capacidade de transformação, e ponha em ação sua força
imaginativa e criativa.
No contato com a natureza a criança aprende o que não pode ser ensinado nem pelos pais, nem por
professores. A necessidade da criança de movimento é imensa e constante, isto a leva a conhecer e
explorar o mundo que a cerca. Quando brinca, a criança está inteira na brincadeira. Ela brinca com todo
o seu ser. As vivências e brincadeiras ao ar livre proporcionam inúmeras conquistas: Autonomia e
segurança; Conhecimento do próprio corpo; Habilidades motoras, destreza e equilíbrio corporal;
Florescimento da imaginação e fantasia; Interesse e encantamento pelo mundo; Vitalidade e saúde.
Terra, água, ar e fogo estão por toda a parte, são forças vitais que compõe toda a natureza. Estão fora
e dentro de nós, pois somos também natureza. O elemento terra está em nós representado nos ossos,
dentes e cartilagens, bem como a água se manifesta no sangue, linfa, líquido cefalorraquiano e todas as
secreções orgânicas: suor, lágrimas, saliva e urina. O ar corresponde a todos os gases que circulam em
nosso corpo, e por fim o fogo está no sistema metabólico, no calor humano pessoal, no entusiasmo. O
ser humano assim como a planta, para conquistar a verticalidade, erguer se e posicionar se na vida,
necessita de luz. No caso da planta, através da luz do sol ocorre o fenômeno da fotossíntese, que a nutre
e faz crescer.
“A CRIANÇA TEM EMPATIA COM TUDO QUE A CERCA, COM OS ANIMAIS, COM AS PLANTAS, PEDRAS,
BRINQUEDOS, ETC… PARA ELA TUDO TEM VIDA E ELA SENTE-SE PARTE DESTE TODO. O CONTATO COM
A NATUREZA PROMOVE O SENTIMENTO DE LIGAÇÃO, INTERDEPENDÊNCIA ENTRE OS SERES VIVOS E
PERTENCIMENTO”. ANA LUCIA MACHADO.

Fonte: www.educandotudomuda.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *